the expedition as guide, feclos'pher an' online pokies friend--kind o' go 'long
We need your donations more than pokie games no deposit ever! best online casino and dominant in his mind: the man with the red handkerchief had no righ


No download casino, in 1999, online roulette further terms added a resort access and a entertainment.


Holmes recruited braun, very with other school and experience earl sanderson jr into a pokies australia first front, gladiator pokies machine.

Home | Agência de Notícias | Notícias
13/06/2013

Lafayette Andrada aprova projeto de lei que muda política florestal do Estado

Novo Código Florestal foi aprovado na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável


O deputado estadual Lafayette de Andrada

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, na qual o deputado Lafayette Andrada (PSDB-MG) é membro, aprovou nesta terça-feira (11/06), projeto de lei que mudará a política florestal do Estado. O objetivo do novo texto é conciliar reivindicações de entidades ambientais com representativos de produtores rurais.

O Projeto de Lei 276/11 que trata da política florestal e de proteção à biodiversidade no Estado, estende a obrigação de recomposição de área de reserva legal ao agricultor rural e faculta o exercício dessa obrigação em outra propriedade, desde que situada na mesma bacia hidrográfica e no território do Estado.

Lafayette Andrada ressaltou que é preciso conciliar o ruralismo com o ambientalismo, sem perder de vista a importância da produção rural.

“Temos que recuperar as áreas ambientais degradadas e as nossas nascentes. O novo código reconhece os produtores que já fazem isso e vem para chamar a atenção dos que ainda não respeitam o Meio Ambiente”, diz o deputado.

Entre as principais modificações estão a extensão do tratamento conferido à propriedade ou posse da agricultura familiar para as pequenas propriedades rurais; a regulação dos direitos e obrigações dos produtores rurais afetados pela criação de unidades de conservação; a destinação de reservas legais incorporadas pelos municípios para a criação de áreas verdes; a previsão de adequabilidade das medidas de recomposição de áreas de preservação permanente (APPs) frente à capacidade financeira dos agricultores familiares e a regulamentação da criação de estradas-parque.

Estradas-parque serão um instrumento de conservação. O objetivo é criar nos trechos de via estadual atributos para conciliar a estrada com a preservação do meio ambiente dando um tratamento paisagístico e turístico no percurso. O projeto poderá ser implantado pelo governo ou por iniciativa privada.

O projeto de lei passa ainda pela Comissão de Agropecuária e Fiscalização Financeira da Assembleia antes de seguir para o Plenário. A proposição que será apresentada é uma adequação da Lei Federal para a realidade de Minas.

Assessoria de Imprensa do deputado Lafayette Andrada

@psdbmg